Banco de Itens

Gave : Banco de Itens mochila
0 itens na mochila.
1º Ciclo do Ensino Básico 2º Ciclo do Ensino Básico 3º Ciclo do Ensino Básico Ensino Secundário
X. Ciclo de vida de um parasita
Disciplina Biologia e Geologia (Secundário)
Autor Exames Biologia e Geologia Secundário (GAVE)

Toxoplasma gondii (T. gondii) é um parasita intracelular obrigatório, cujos hospedeiros são sempre animais endotérmicos. De entre eles, o gato é o hospedeiro que assume particular relevância no seu ciclo de vida. Depois da ingestão de pedaços de carne contendo cistos, estes invadem células da parede do intestino do gato, desenquistam, multiplicam-se e diferenciam-se em gametócitos. Estes fundem-se, originando o ocisto, que é expulso para o ambiente no interior das fezes. O ocisto sofre meiose, originando esporozoítos - células muito resistentes e altamente infecciosas -, que podem permanecer durante muitos anos em ambientes húmidos. Após serem ingeridos por um segundo hospedeiro, os esporozoítos diferenciam-se em taquizoítos, que se multiplicam rapidamente e originam uma infecção aguda. Na maioria dos hospedeiros, no entanto, a infecção torna-se crónica, porque os taquizoítos se modificam para outra forma, os bradizoítos, que são cistos onde as divisões celulares ocorrem muito lentamente. Os tecidos infectados com bradizoítos persistem durante toda a vida do hospedeiro. Se um novo hospedeiro ingerir tecidos contendo esporozoítos ou bradizoítos, estes diferenciam-se em taquizoítos, e a infecção propaga-se.

A Figura 1 representa, de forma esquemática, o ciclo de vida de T. gondii.

 

 

X.1

Classifique como verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das afirmações seguintes, referentes ao ciclo de vida de Toxoplasma gondii.

 

(A) Os ocistos são células diplóides que se originam por fecundação.

(B) Os gametócitos exercem a função de gâmetas.

(C) T. gondii provoca infecção no rato, por multiplicação de células diplóides.

(D) A fase sexuada do ciclo de vida é a causa da infecção aguda no rato.

(E) A parte do ciclo de vida que ocorre no gato aumenta a variabilidade genética de T. gondii.

(F) O ciclo de vida é haplonte, apresentando meiose pré-espórica.

(G) Na ausência de gato, a propagação de T. gondii faz-se por reprodução assexuada.

(H) Esporozoítos, taquizoítos e bradizoítos são células haplóides.